24.3.11

"Doces palavras minhas, suas. Néctar ao extremo! Variante da perfeição, que alegria! Vida, sempre doce."  Ravenna Moreira